Nutriplant lucra R$ 1,4 milhão no 3º trimestre

O resultado corresponde a uma queda de 66,4%

São Paulo - A Nutriplant, fabricante de fertilizantes especiais, anunciou, nesta quinta-feira, 14, lucro líquido no 3º trimestre de R$ 1,4 milhão, em comparação aos R$ 4,2 milhões no mesmo período do ano passado, correspondendo a uma queda de 66,4%.

No período de nove meses encerrado em setembro de 2013, o prejuízo líquido foi de R$ 2,2 milhões, o que representou uma redução de 62,7%, quando comparado ao resultado líquido negativo ajustado de R$ 5,9 milhões realizado no mesmo período de 2012.

A receita líquida no terceiro trimestre atingiu R$ 15,6 milhões, queda de 7,9% ante o mesmo período de 2012 (R$ 16,96 milhões). Com relação aos nove primeiros meses de 2013, a receita líquida consolidada da Nutriplant foi de R$ 34,4 milhões, 11,2% inferior aos R$ 38,8 milhões de receita líquida ajustada de 2012 (o negócio de micronutrientes de solo da empresa foi vendido em junho de 2012 por R$ 2,6 milhões, o que implicava receita líquida de R$ 41,4 milhões).

Conforme a Nutriplant, "as receitas foram reduzidas pela variação do preço das commodities contidas em nossos produtos e pela substituição de diversos supervisores de vendas regionais, em razão da busca por vendas mais rentáveis e de produtos mais diferenciados".

O Ebitda da companhia foi de R$ 1,4 milhão no terceiro trimestre, superior ao Ebitda de R$ 0,3 milhão do terceiro trimestre de 2012. No período de nove meses encerrado em setembro de 2013, o Ebitda foi de R$ 2,9 milhões, representando uma margem de 8,4% sobre a receita líquida, superior ao Ebitda negativo ajustado de R$ 0,4 milhão de 2012 (margem negativa de 1,0% sobre a receita líquida).

As despesas financeiras líquidas da companhia foram reduzidas em 19,2%, passando de R$ 6,1 milhões nos nove primeiros meses de 2012 para R$ 4,9 milhões este ano. No período de nove meses encerrado em setembro de 2013, "o resultado financeiro foi impactado por R$ 2,6 milhões de variação cambial, a maior parte associadas a obrigações em dólares de longo prazo, portanto sem efeito em caixa", informa a empresa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também