Negócios

Mabe fecha fábrica e pede recuperação judicial no Brasil

A terceira maior fabricante de eletrodomésticos do país e dona das marcas Dako, GE e Continental entrou na sexta-feira com pedido de recuperação judicial


	A Mabe sofria problemas de liquidez e está com produção interrompida há três semanas nas três fábricas no país
 (Divulgação)

A Mabe sofria problemas de liquidez e está com produção interrompida há três semanas nas três fábricas no país (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 6 de maio de 2013 às 11h08.

São Paulo - A Mabe Brasil, terceira fabricante de eletrodomésticos do País e dona das marcas Dako, GE e Continental, entrou na sexta-feira, 03, com pedido de recuperação judicial.

A empresa anunciou também o fechamento da unidade de Itu, no interior de São Paulo, que fabrica lavadoras. A companhia sofria problemas de liquidez e está com produção interrompida há três semanas nas três fábricas no País.

“A medida foi tomada devido a problemas de liquidez. A intenção da empresa é reestruturar sua operação, tornar-se viável no Brasil e cumprir os compromissos adquiridos com consumidores, fornecedores, empregados e autoridades”, disse a Mabe, em comunicado.

A Mabe Brasil nasceu da fusão da GE Dako com a área de refrigeração da CCE, em 2004. Controlada pelo grupo mexicano Mabe, a empresa vinha sofrendo mais do que suas concorrentes com o desaquecimento das vendas de produtos de linha branca neste ano, disse ao Estado uma fonte do setor.

Executivos da companhia admitiram a representantes do Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região no início do ano que estavam negociando com fornecedores prazos mais alongados para pagamentos, disse o presidente da entidade, Jair dos Santos. “

Depois disso, começou a faltar matéria-prima nas fábricas para um ou outro produto. Até que na semana retrasada, a empresa pediu para os funcionários das três fábricas ficarem em casa”, lembrou Santos. Os trabalhadores de Itu foram demitidos na sexta-feira. Segundo o sindicato, são cerca de 1,2 mil pessoas.

Acompanhe tudo sobre:EletrodomésticosMabeRecuperações judiciais

Mais de Negócios

Nas franquias de educação, 83% dos alunos estão na sala de aula (e não em aulas online)

Eles começaram do zero, viraram referência em franquias e revelam segredos para sucesso nos negócios

Fintech dos EUA, Caliza capta R$ 45,7 milhões para impulsionar pagamentos internacionais por aqui

Mais na Exame