Loft demite 384 funcionários em nova rodada de desligamentos; total é de 543 em 2022

No total, mais de 5 mil pessoas já foram demitidas em startups brasileiras em 2022
 (Germano Lüders/Exame)
(Germano Lüders/Exame)
I
Isabela Rovaroto

Publicado em 05/07/2022 às 14:51.

Última atualização em 05/07/2022 às 15:16.

A Loft, uma das principais startups do mercado de imóveis da América Latina, anunciou nesta terça-feira, 5, a demissão de 384 funcionários, 12% do quadro de 3,2 mil funcionários.

Esta é a segunda rodada de demissões na empresa em 2022. Em abril, a companhia já havia desligado 159 pessoas. No total, 543 foram demitidos neste ano.

De acordo com a startup, o corte de funcionários faz parte das medidas de aumento de eficiência tomadas nos últimos meses e ocorre após quatro anos de 'crescimento agressivo e consistente'.

"Com essas medidas o Grupo Loft se adéqua à nova realidade global dando passos importantes para suportar a continuação do atual ritmo de forte crescimento em seus negócios, oferecendo produtos inovadores para clientes, incluindo imobiliárias e corretores em todo o país", informa comunicado divulgado pela empresa.

A Loft também informou que os colaboradores demitidos terão a extensão do plano de saúde para o titular e dependentes por dois meses e apoio ao processo de recolocação profissional.

Demissões em startups no Brasil

No total, 5689 pessoas já foram demitidas em startups brasileiras em 2022, segundo o site Layoffs Brasil. Com os efeitos da pandemia sobre os negócios, a guerra na Ucrânia, e outras intempéries econômicas, o mercado de venture capital não está em uma boa fase.

CEO de empresa de US$ 68 bilhões pede demissão: "Vou sentar na praia e não fazer nada"

Fortuna de Anita Harley (de novo) na Justiça: entenda disputa por R$ 2 bilhões

Caos e grana: empresa aérea oferece R$ 50 mil para passageiro trocar de voo

Os 10 carros mais vendidos no Brasil em junho de 2022; veja ranking