A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Grupo PSA vai cortar 1.500 empregos

Segundo Jonathan Goodman, porta-voz da PSA, os funcionários demitidos neste fim de ano não serão substituídos posteriormente

São Paulo - A PSA/Peugeot-Citroën eliminará 1.500 postos de emprego adicionais até 2014, na tentativa de amenizar a crise que prejudica a empresa, principalmente no mercado europeu. Esta é a segunda onda de cortes realizada pela PSA neste ano, após a demissão de oito mil funcionários em julho.

Segundo Jonathan Goodman, porta-voz da PSA, os funcionários demitidos neste fim de ano não serão substituídos posteriormente. Além de realizar inúmeros cortes, o conglomerado pretende enxugar ainda mais seu quadro de funcionários, reduzindo em 17% o número de empregados até 2014.

Entre as outras medidas tomadas para reduzir custos, a empresa pretende fechar uma fábrica situada nos arredores de Paris, vender ações e negociar uma aliança estratégica com a General Motors.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também