Negócios
Acompanhe:

FedEx faz acordo para comprar Rapidão Cometa

Valor da operação não foi divulgado. A Cometa, fundada há 70 anos e com sede em Recife, atende a todos os estados do Brasil e tem mais de 17 mil clientes

A FedEx espera que a transação seja concluída no terceiro trimestre deste ano (Getty Images)

A FedEx espera que a transação seja concluída no terceiro trimestre deste ano (Getty Images)

A
Alberto Alerigi Jr.

29 de maio de 2012, 10h38

São Paulo - A FedEx anunciou nesta terça-feira que fechou acordo para comprar a companhia brasileira de transporte e logística Rapidão Cometa, que vinha sendo representante autorizado da norte-americana no Brasil havia mais de uma década.

O valor da operação não foi divulgado. A Cometa, fundada há 70 anos e com sede em Recife, atende a todos os estados do país e tem mais de 17 mil clientes, aos quais atende com cerca de 770 veículos e 9 mil funcionários.

A FedEx espera que a transação seja concluída no terceiro trimestre deste ano.

"O Brasil é um mercado com tremendo potencial de crescimento da economia e também do setor de logística. A aquisição está em linha com nossa estratégia de crescer nossos negócios na América Latina", disse em comunicado o presidente da companhia norte-americana para América Latina e Caribe, Juan Cento.

"A FedEx poderá oferecer agora um amplo portfólio de serviços no Brasil (...), incluindo serviços de valor adicional como cadeia de suprimentos e soluções logísticas", acrescentou.

Representantes da Rapidão Cometa não puderam comentar o assunto de imediato.

Segundo a FedEx, a integração dos negócios de logística, distribuição e carga expressa da Rapidão Cometa deve ocorrer entre 18 a 24 meses após a conclusão do negócio.