Fabricante de elétricos Tesla acusa chinês de roubar nome

Zhan Baosheng, que se apresenta como o fundador de um site de cosméticos, tinha patenteado em 2009 o nome "Tesla" junto às autoridades chinesas

Pequim - A fabricante americana de carros elétricos Tesla, que chegou recentemente à China, acusou um empresário chinês de ter "roubado" o nome de sua marca e rejeitou a queixa apresentada por ele por "violação de propriedade intelectual".

Zhan Baosheng, que se apresenta como o fundador de um site de cosméticos com sede em Cantão (sul), tinha patenteado em 2009 o nome "Tesla" junto às autoridades chinesas, segundo o jornal financeiro Diyi Caijing.

Ao considerar que somente ele possui os direitos de utilização da marca, Zhan denunciou a construtora americana de mesmo nome em um tribunal de Pequim, e exigiu que o grupo fechasse seus espaços de exposição e seus postos de recarga, encerrando suas vendas e atividades comerciais.

O empresário pediu, ainda, à Tesla uma "indenização" de 23,9 milhões de iuanes (2,8 milhões de euros), segundo o jornal.

A fabricante americana, que tinha feito campanha na China para promover seu veículo Model-S com bateria elétrica, rejeitou a denúncia e indicou que acaba de apresentar duas ações contra o empresário.

"Ninguém pode legitimamente questionar o fato de que a Tesa foi criada e tenha utilizado essas marcas muito antes de a Zhan tentar roubar nosso nome na China", informou o grupo americano em um comunicado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também