Deutsche Bank pode reduzir presença no Reino Unido

Banco criou grupo para avaliar mudança de algumas operações caso a Grã-Bretanha decida sair da zona do euro

Frankfurt - O Deutsche Bank, o segundo maior banco da zona do euro em ativos com grandes operações na Grã-Bretanha, deu início a preparações iniciais para uma possível saída do Reino Unido da União Europeia conforme o primeiro-ministro do país, David Cameron, prepara um referendo sobre o assunto.

O maior banco alemão criou um grupo de trabalho para considerar a mudança de algumas operações para a Alemanha ou outro lugar na zona do euro caso a Grã-Bretanha decida sair, disse uma porta-voz do banco.

O grupo de trabalho de alto escalão - que inclui executivos nas divisões de estratégia, risco, administração e pesquisa - vai examinar diferentes cenários da saída da Grã-Bretanha e suas implicações para a larga operação do banco no país, segundo a porta-voz.

O Deutsche tem pouco menos de 9 mil funcionários em 16 localidades na Grã-Bretanha, ante 21 locais há cinco anos. O banco tem presença no país desde 1873.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.