CSN tem prejuízo no 3º tri e corta previsão para 2019

Prejuízo líquido de 871 milhões de reais no terceiro trimestre, revertendo resultado positivo de 752 milhões

São Paulo — O grupo CSN teve prejuízo líquido de 871 milhões de reais no terceiro trimestre, revertendo resultado positivo de 752 milhões obtido um ano antes e cortou em cerca de 12% sua projeção de resultado operacional em 2019.

A empresa, que opera nos setores de siderurgia, mineração, cimento e logística, teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 1,567 bilhão de reais de julho a setembro, quedas de 4% no comparativo anual e de 34% na relação trimestral.

Analistas, em média, esperavam Ebitda da CSN de 1,864 bilhão de reais, segundo dados da Refinitiv. Não ficou imediatamente claro se os números são comparáveis.

A perspectiva para o Ebitda ajustado de 2019 da CSN foi revista pela empresa de 8,5 bilhões para 7,5 bilhões de reais.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.