Negócios

CEO da Eni é investigado sobre contratos da Saipem

Promotores investigam contratos vencidos do grupo Saipem na Argélia


	Petróleo: a italiana Eni tem 43% de participação na Saipem
 (Getty Images)

Petróleo: a italiana Eni tem 43% de participação na Saipem (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 7 de fevereiro de 2013 às 15h36.

Milão - O presidente do grupo italiano de petróleo e gás Eni, Paolo Scaroni, está sendo investigado no inquérito sobre contratos vencidos pelo grupo de serviços de petróleo Saipem na Argélia, disseram nesta quinta-feira duas fontes judiciais com direto conhecimento no assunto.

"O presidente está sob investigação no caso Saipem", afirmou uma das fontes à Reuters.

As fontes acrescentaram que houve buscas na casa e nos escritórios de Scaroni.

A Saipem, em que a Eni tem 43 por cento de participação, disse em dezembro que o então presidente-executivo Pietro Franco Tali tinha renunciado após ter vindo à tona que promotores de Milão estavam investigando encomendas que a Saipem tinha recebido na Argélia.

Às 14h31 de Brasília, as ações da Eni caíam 4,62 por cento, para 17,3 reais.

Acompanhe tudo sobre:EnergiaEuropaIndústriaIndústria do petróleoIndústrias em geralItáliaPaíses ricosPetróleoPiigs

Mais de Negócios

Papo de Empreendedores: conectividade, empreendedorismo e energia embalam painéis para PMEs; assista

Faturamento das PMEs cresce 5,2% no segundo trimestre

Fintech de música, Strm capta R$ 35 milhões e atrai dupla sertaneja Henrique e Juliano em rodada

EXAME lança na quarta-feira (24) nova edição do ranking Negócios em Expansão; saiba como assistir

Mais na Exame