Brookfield encerra semestre com crescimento de 107,7% em total de vendas

Empresa pretende buscar oportunidades em novos mercados como o interior de São Paulo e o Sul
Faria Lima, em SP: venda de projeto na região ajudou resultados semestrais (.)
Faria Lima, em SP: venda de projeto na região ajudou resultados semestrais (.)
B
Beatriz OlivonPublicado em 10/10/2010 às 03:39.

São Paulo - A Brookfield encerrou o primeiro semestre de 2010 com um total de vendas contratadas de 1,8 bilhão de reais, o que representa um crescimento de 107,7% em relação aos primeiros seis meses de 2009, segundo a empresa. O número de unidades vendidas (5.137) aumentou 76,5% em relação ao mesmo período de 2009 - quando foram vendidas 2.910 unidades.

O segmento responsável pela maior parte das vendas contratadas no semestre foi o residencial, com 51,5% do total de vendas. O segmento de escritórios respondeu por 48,5% do total. A Brookfield atribuiu esse resultado no segmento de escritórios principalmente à venda da participação integral da empresa no projeto Faria Lima.

O projeto consiste em um edifício comercial localizado em São Paulo com conclusão prevista para outubro de 2011, e vendido em maio de 2010 por 600,6 milhões de reais - o equivalente a aproximadamente 17.700 reais por metro quadrado. Outro destaque, segundo a empresa, foi o projeto DF Century Plaza, localizado no Distrito Federal, e que obteve 198 milhões de reais de vendas no primeiro semestre de 2010.

Lançamentos

Foram lançadas 5.243 unidades no primeiro semestre de 2010. O número é 82,2% maior que o de 2.877 unidades lançadas no mesmo período de 2009. O volume de lançamentos até junho totalizou 1,1 bilhão de reais, um crescimento de 31,5% comparado com o primeiro semestre de 2009. Deste total, a região Centro-Oeste foi responsável por 71,6% dos lançamentos, São Paulo registrou 20,5%, o Rio de Janeiro 6,9% e a Região Sul 1,1%.

"A companhia irá continuar focando suas ações nesses mercados (São Paulo, Rio de Janeiro e Centro-Oeste), considerados os mais importantes do país, assim como buscar oportunidades em novos mercados como o interior do estado de São Paulo e a região Sul do Brasil", informou a empresa em comunicado ao mercado.

Trimestre

Somente no segundo trimestre, a empresa registrou um total de 1,3 bilhão de reais em vendas contratadas - valor 120,8% superior ao mesmo período de 2009. A maior parte das vendas no trimestre (95%) foi resultado de empreendimentos em construção e em lançamento. O restante foram vendas de unidades já concluídas. São Paulo, Rio de Janeiro e o Centro-Oeste foram responsáveis por 61,5%, 12,9% e 24,8% das vendas contratadas respectivamente.

Dos empreendimentos lançados no primeiro semestre, 889,2 milhões de reais (78,9%) foram projetos residenciais. Produtos com preço médio entre 130.000 reais e 500.000 reais. Esses projetos são direcionados as classes média baixa e média, e representaram 46,4% do volume total lançado no primeiro semestre de 2010.

Os resultados financeiros do segundo trimestre deverão ser divulgados pela Brookfield em 12 de agosto.