• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,45 -1.28
  • ABCB4 R$ 16,76 -3.34
  • ABEV3 R$ 14,04 -0.71
  • AERI3 R$ 3,70 0.00
  • AESB3 R$ 10,77 0.65
  • AGRO3 R$ 30,86 0.06
  • ALPA4 R$ 20,48 -1.25
  • ALSO3 R$ 19,14 0.21
  • ALUP11 R$ 26,71 0.41
  • AMAR3 R$ 2,42 -0.82
  • AMBP3 R$ 30,00 -1.77
  • AMER3 R$ 23,60 2.21
  • AMZO34 R$ 66,74 -0.27
  • ANIM3 R$ 5,46 -0.91
  • ARZZ3 R$ 80,39 -1.00
  • ASAI3 R$ 16,04 3.82
  • AZUL4 R$ 21,13 -0.52
  • B3SA3 R$ 12,10 2.46
  • BBAS3 R$ 36,92 3.42
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,45 -1.28
  • ABCB4 R$ 16,76 -3.34
  • ABEV3 R$ 14,04 -0.71
  • AERI3 R$ 3,70 0.00
  • AESB3 R$ 10,77 0.65
  • AGRO3 R$ 30,86 0.06
  • ALPA4 R$ 20,48 -1.25
  • ALSO3 R$ 19,14 0.21
  • ALUP11 R$ 26,71 0.41
  • AMAR3 R$ 2,42 -0.82
  • AMBP3 R$ 30,00 -1.77
  • AMER3 R$ 23,60 2.21
  • AMZO34 R$ 66,74 -0.27
  • ANIM3 R$ 5,46 -0.91
  • ARZZ3 R$ 80,39 -1.00
  • ASAI3 R$ 16,04 3.82
  • AZUL4 R$ 21,13 -0.52
  • B3SA3 R$ 12,10 2.46
  • BBAS3 R$ 36,92 3.42
Abra sua conta no BTG

As empresas mais endividadas

Após crescer mais de 130% em 2015, o total de dívidas das empresas de capital aberto caiu pelo terceiro trimestre consecutivo no Brasil, fechando em 958 bilhões de reais. O maior patamar da história havia sido atingido no penúltimo trimestre do ano passado, com as empresas devendo, no total, 1,43 trilhão de reais, de acordo […]
 (Thinkstock/Andre Popov)
(Thinkstock/Andre Popov)
Por Da RedaçãoPublicado em 26/08/2016 18:57 | Última atualização em 22/06/2017 18:04Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Após crescer mais de 130% em 2015, o total de dívidas das empresas de capital aberto caiu pelo terceiro trimestre consecutivo no Brasil, fechando em 958 bilhões de reais. O maior patamar da história havia sido atingido no penúltimo trimestre do ano passado, com as empresas devendo, no total, 1,43 trilhão de reais, de acordo com levantamento da consultoria Economática – que compila o endividamento de 259 empresas de capital aberto no Brasil. Um dos fatores que contribuíram para a queda foi a menor cotação do dólar, uma vez que, em junho deste ano, 43,3% da dívida empresarial estava vinculada ao capital estrangeiro. O setor de petróleo e gás responde por quase um terço da dívida bruta (32,6% do total), seguido por energia elétrica (14%) e alimentos e bebidas (9,1%). Veja abaixo a variação da dívida bruta e as dez empresas mais endividadas no último trimestre.