Negócios

Após aporte de R$ 260 milhões, Arquivei compra concorrente ConexãoNF-e

Startup que digitaliza documentos fiscais corporativos anuncia aquisição de sua principal concorrente

Christian de Cico, co-CEO e cofoundador da Arquivei: novo M&A para dominar mercado de digitalização de documentos fiscais (Victor Rocha/Arquivei/Divulgação)

Christian de Cico, co-CEO e cofoundador da Arquivei: novo M&A para dominar mercado de digitalização de documentos fiscais (Victor Rocha/Arquivei/Divulgação)

Maria Clara Dias
Maria Clara Dias

Repórter de Negócios e PME

Publicado em 6 de março de 2023 às 08h30.

O célebre universo das startups acaba de ter uma nova movimentação neste início de ano. Nesta segunda-feira, 06, a startup Arquivei anuncia a aquisição da empresa catarinense ConexãoNF-e, sua principal concorrente no nicho de digitalização de documentos fiscais no Brasil. Com a compra — de valor não divulgado — a Arquivei  mira manter a primeira posição neste mercado.

Essa é a primeira aquisição oficial da Arquivei, fundada em 2014 com o propósito de facilitar o gerenciamento de documentos fiscais para as empresas, especialmente as notas fiscais. Por meio de uma plataforma própria, a startup se encarrega de analisar e gerenciar toda a papelada fiscal de empresas, com destaque para a geração e armazenamento de notas fiscais eletrônicas, as NF-es, geradas a cada venda de produtos.

Esse mesmo sistema pode ser integrado a diferentes fontes de emissão e armazenamento documental, como a Secretaria da Fazenda, prefeituras e ERPs (sistemas de gestão) de empresas. Atualmente, a Arquivei gerencia os documentos de mais de 120.000 empresas e tramita aproximadamente 15% de todas as NFes e tramitações de Conhecimento de Transporte Eletrônico (CTes), documento eletrônico envolvendo a prestação de serviços de transporte, emitidas no Brasil. Entre os principais clientes da startup estão:

  • Habib’s;
  • McDonald's;
  • Riachuelo;
  • iFood;
  • Kraft Heinz;
  • Dasa;
  • Nubank;
  • Avon

O que faz a Conexão NF-e

Com sede em Joinville, em Santa Catarina, a ConexãoNF-e começou em 2006 com um único serviço de geração de notas fiscais eletrônicas. Com o passar do tempo, também passou a oferecer os serviços de armazenamento, importação e gestão de outros documentos fiscais, como a CTes.

Com a ConexãoNF-e, a Arquivei reforça a atuação junto a grandes empresas, companhias que geralmente controlam suas diferentes etapas de gestão por meio de softwares de ERP de porte igualmente grande. É o caso de tecnologias de renome como TOTVS, SAP ou Oracle.

A análise da empresa é de que, apesar de estruturada, a atuação desses softwares ainda carece de um olhar atento à questão fiscal. Para isso, a Arquivei funciona como um módulo, acoplado a esses programas como uma nova camada fiscal até então inexplorada.

Ao também funcionar como um módulo a ser inserido em grandes softwares de gestão, a Conexão NF-e se especializou, desde a sua fundação, em TOTVS, enquanto a especialidade da Arquivei sempre foi SAP. A expectativa é que, agora com a catarinense, a Arquivei passe a oferecer opções em TOTVS, atendendo a mais de 3.000 clientes potenciais que hoje já demandavam o serviço, algo como cerca de 20% da base atual.

Quais são os planos

Segundo Christian de Cico, co-CEO e fundador da Arquivei, a compra vem na esteira de movimentações similares no mercado de tecnologia como um todo. “Percebemos que há uma busca por consolidar serviços. Empresas compram empresas para terem tudo à disposição do cliente e se tornarem líderes em seus segmentos, e é o que queremos fazer”, diz. Um exemplo recente está na compra da plataforma Pulses pela startup de RH Gupy.

A aquisição também representa a primeira grande movimentação financeira da companhia desde o aporte de 260 milhões de reais, recebido em dezembro de 2021 em rodada liderada pela Riverwood Capital. “Estamos capitalizados e somos uma empresa com pouca queima de capital. Isso nos beneficia para este momento”, diz.

De acordo com o fundador, novas aquisições devem ser firmadas no futuro, ainda com o propósito de agregar mais soluções à Arquivei.Neste primeiro momento, as duas empresas vão manter a independência, mas a ideia é que as operações sejam fundidas em breve, com de Cico assumindo a posição de Co-CEO na Conexão NF-e.

“A saída estratégica com nosso negócio nos mantém na vanguarda desse segmento”, diz Tercilio Stedile Jr., CEO da ConexãoNF-e. “A percepção é de que esse mercado mudaria muito no futuro. E hoje a Arquivei nos ajuda a cooperar na criação de  soluções mais avançadas neste futuro corporativo focado em automatização”.

Acompanhe tudo sobre:StartupsPMEs

Mais de Negócios

Lifetime é eleita, pelo terceiro ano seguido, a melhor assessoria de investimentos do Brasil

Aos 81, ele lidera cruzeiros de luxo de US$ 10,4 bilhões para baby boomers

67% das empreendedoras no Brasil são mães, aponta pesquisa do Sebrae

Dia das Mães: 65 franquias baratas para empreender em família a partir de R$ 6.990

Mais na Exame