Acompanhe:
seloNegócios

Homem mais rico do mundo, Elon Musk está atrás de novos recursos para impulsionar a SpaceX, a sua empresa de viagens espaciais. De acordo com informações da Bloomberg e do Wall Street Journal, o capital viria a partir da venda de ações para funcionários da empresa.

A movimentação, com o valor da ação negociado a US$ 80 dólares, permitiria à SpaceX captar em torno de US$ 750 milhões, elevando o seu valuation para 150 bilhões de dólares.

A startup já é hoje considerada a mais valiosa dos Estados Unidos. O título foi conquistado no ano passado após duas rodadas de investimentos em maio e dezembro. A primeira estabeleceu um valor de mercado de 125 bilhões, e a segunda de US$ 140 bilhões.

A estratégia reforça a corrida espacial cada vez mais acirrada entre empresas e bilionários americanos. Space X compete com a Blue Origin, de Jeff Bezos, também fundador da Amazon; e com a Virgin Galactic, de Richard Branson, o bilionário por trás do conglemerado Virgin.

Como funciona a SpaceX

Fundada em 2002 pelo bilionário, a empresa de capital fechado tem se mantido com a abertura de rodadas captação de recursos e também com a venda de papéis a funcionários, uma estratégia que serve tanto como forma de levantar recursos como bonificação.

Em sua missão de desbravar o espaço e promover viagens espaciais, a SpaceX muitas vezes ganha notoriedade por questões negativas. A mais recente foi o lançamento do Starship, o foguete mais potente do mundo, que explodiu minutos após o lançamento.

Apesar disso, a empresa tem recebido atenção do mercado pela capacidade de aumentar o número de satélites e foguetes em órbitas e pelas parcerias que tem feito com grandes empresas, incluindo a Nasa, a agência espacial americana.

Outro aspecto importante nesta história é Starlink, o serviço de internet por satélite. A SpaceX utiliza pequenos satélites em órbita baixa terrestre, a aproximadamente 500 km de altitude, mas em grande quantidade, para proporcionar um serviço de alta qualidade. O modelo é capaz de cobrir grandes áreas e chegar a zonas terrestres distantes e que hoje sofrem com problemas de acesso.

No Brasil, a empresa anunciou recentemente a redução nos preços do serviço.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Como parceria entre SpaceX e Bahamas pode impulsionar e transformar o turismo espacial mundial
Um conteúdo Bússola

Como parceria entre SpaceX e Bahamas pode impulsionar e transformar o turismo espacial mundial

Há 21 horas

Padaria cobra Tesla nas redes sociais e Musk paga dívida de R$ 30 mil
Pop

Padaria cobra Tesla nas redes sociais e Musk paga dívida de R$ 30 mil

Há um dia

Argentina autoriza entrada da Starlink, a internet via satélite de Elon Musk
Tecnologia

Argentina autoriza entrada da Starlink, a internet via satélite de Elon Musk

Há 2 dias

Empresa privada americana tentará pousar na Lua nesta quinta-feira
Ciência

Empresa privada americana tentará pousar na Lua nesta quinta-feira

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais