NASA contrata SpaceX para mais cinco missões espaciais por US$ 1,4 bilhão

A NASA e a SpaceX tem uma série de contratos em andamento. Entre eles, um para desenvolver um módulo lunar para o programa Artemis
Foguete SpaceX Falcon com a cápsula Crew Dragon Endeavor decolou do Centro Espacial Kenedy para a primeira missão espacial totalmente privada, em 8 de abril de 2022 (Issam AHMED / © Agence France-Presse/AFP)
Foguete SpaceX Falcon com a cápsula Crew Dragon Endeavor decolou do Centro Espacial Kenedy para a primeira missão espacial totalmente privada, em 8 de abril de 2022 (Issam AHMED / © Agence France-Presse/AFP)
Carlo Cauti
Carlo CautiPublicado em 31/08/2022 às 18:57.

A NASA anunciou nesta quarta-feira, 31, que contratou a empresa SpaceX, de Elon Musk, para mais cinco missões espaciais, em um contrato de US$ 1,4 bilhão.

As missões espaciais são uma extensão de um contrato que já estava vigorando entre a NASA e a SpaceX, e se enquadram no programa Commercial Crew da agência espacial americana, que transporta astronautas e cargas para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

A SpaceX está atualmente em seu quarto voo espacial humano operacional para a NASA.

A espaçonave Crew Dragon da SpaceX tem competido com a Boeing e sua cápsula Starliner por contratos sob a Commercial Crew.

Embora ambas as empresas tenham recebido quase US$ 5 bilhões para desenvolver e lançar suas respectivas cápsulas, a SpaceX ganhou 14 missões e a Boeing seis.

Devido a atrasos e à natureza de preço fixo dos contratos da NASA para o programa, a Boeing tive que arcar com US$ 688 milhões em custos de atrasos e trabalho adicional na cápsula.

Depois de completar com sucesso um voo Starliner não tripulado para a ISS em maio, a empresa agora pretende transportar astronautas pela primeira vez em fevereiro.

Entre a SpaceX e a Boeing, a agência concedeu contratos para 20 voos até o momento, cobrindo missões de tripulação até 2030, quando a ISS vai se aposentar.

Colaboração intensa entre NASA e SpaceX

A NASA e a SpaceX tem uma série de contratos em andamento. Entre eles, um para desenvolver um módulo lunar para o programa Artemis, a principal iniciativa de voo espacial da agência para enviar humanos para a lua.

Em 2021, a agência espacial americana assinou um contrato com a SpaceX no valor de US$ 2,9 bilhões para desenvolver o futuro veículo Starship em um módulo de pouso que pode levar humanos para e da superfície lunar.

O primeiro pouso lunar de Artemis está previsto para acontecer em 2025, embora essa cronologia seja considerada improvável por muitos analistas.