Ambev e Whirlpool anunciam joint venture e começam vendas

As duas empresas visam a produção de uma máquina de bebidas por cápsulas

	Fábrica da Ambev: a empresa injetou R$ 119 milhões para deter 50% da B.blend Máquinas e Bebidas SA
 (Fábrica da Ambev)
Fábrica da Ambev: a empresa injetou R$ 119 milhões para deter 50% da B.blend Máquinas e Bebidas SA (Fábrica da Ambev)
D
Dayanne SousaPublicado em 19/05/2015 às 14:10.

São Paulo - A fabricante de eletrodomésticos Whirlpool e a de bebidas Ambev oficializaram nesta terça-feira, 19, a criação de uma joint venture para produção de uma máquina de bebidas por cápsulas.

A Ambev injetou R$ 119 milhões para deter 50% da B.blend Máquinas e Bebidas SA. Os outros 50% são detidos pela Whirlpool.

As empresas começam hoje as vendas da nova máquina, também chamada B.blend, nas cidades de São Paulo e Campinas.

O CEO da B.blend, Thiago Nori, não deu detalhes sobre quando pode ocorrer a expansão das vendas para outras regiões.

O primeiro produto da Ambev a ser produzido em cápsulas será o Guaraná Antarctica, que entrará no portfólio da B.blend até o fim do ano.

Outras bebidas podem passar a ser vendidas em cápsulas ao longo do ano.

O vice-presidente de Refrigerantes e Não-alcoólicos da Ambev, Marcel Regis, não quis adiantar quais outros produtos serão oferecidos.

A máquina permite produzir, além de refrigerantes, chás gelados e energéticos.

No início, as primeiras 500 máquinas serão vendidas a R$ 3.499. No valor do equipamento está incluso um pacote com cápsulas e participação em experiências de degustação de novos sabores.