AB InBev perde diretor financeiro

O brasileiro Felipe Dutra fazia parte da empresa há 30 anos e suas funções serão redistribuídas entre três pessoas
AB Inbev: os resultados anuais do grupo são esperados em 27 de fevereiro (Scott Olson/Getty Images)
AB Inbev: os resultados anuais do grupo são esperados em 27 de fevereiro (Scott Olson/Getty Images)
A
AFPPublicado em 06/02/2020 às 16:39.

O brasileiro Felipe Dutra, diretor financeiro da cervejaria belgo-brasileira AB InBev, líder mundial do setor, deixará o cargo, anunciou a empresa nesta quinta-feira, após rumores circularem por semanas.

Dutra, nascido em 1965, fazia parte da empresa há 30 anos. Em 1999, ele assumiu a direção financeira da então cervejaria brasileira Brahma.

"Tive a sorte de participar da transformação de nossa empresa, que passou de campeã local no Brasil a uma das empresas de bens de consumo mais bem-sucedidas do mundo", disse Dutra, citado em comunicado.

A última aquisição da AB InBev foi a compra, em 2016, de sua principal rival, a britânica SABMiller, que lhe permitiu crescer na África, mas forçou-a a tomar empréstimos pesados.

A saída de Dutra envolve a distribuição de suas responsabilidades entre três pessoas: o germano-brasileiro Fernando Tennenbaum será diretor financeiro; o brasileiro Nelson Jamel, responsável por recursos humanos; e o brasileiro-americano David Almeida, chefe de estratégia.

As mudanças entrarão em vigor após a reunião anual dos acionistas da AB InBev prevista para 29 de abril. Os resultados anuais do grupo são esperados em 27 de fevereiro.

Dutra continuará na empresa durante um período de transição de alguns meses após a entrada em vigor do plano, disse a cervejaria, dona de 500 marcas no mundo, como Budweiser, Stella Artois e Corona.