• AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,52 1.72
  • ABCB4 R$ 16,65 0.79
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,75 5.04
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,36 0.58
  • ALPA4 R$ 22,15 4.04
  • ALSO3 R$ 18,85 -0.79
  • ALUP11 R$ 26,51 -2.07
  • AMAR3 R$ 2,58 1.57
  • AMBP3 R$ 32,48 4.47
  • AMER3 R$ 21,50 -1.78
  • AMZO34 R$ 3,43 5.09
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,38 2.42
  • ASAI3 R$ 16,30 3.69
  • AZUL4 R$ 20,95 4.38
  • B3SA3 R$ 12,43 4.37
  • BBAS3 R$ 37,45 -0.32
  • AALR3 R$ 20,13 -0.20
  • AAPL34 R$ 68,52 1.72
  • ABCB4 R$ 16,65 0.79
  • ABEV3 R$ 14,21 1.21
  • AERI3 R$ 3,75 5.04
  • AESB3 R$ 10,92 0.74
  • AGRO3 R$ 31,36 0.58
  • ALPA4 R$ 22,15 4.04
  • ALSO3 R$ 18,85 -0.79
  • ALUP11 R$ 26,51 -2.07
  • AMAR3 R$ 2,58 1.57
  • AMBP3 R$ 32,48 4.47
  • AMER3 R$ 21,50 -1.78
  • AMZO34 R$ 3,43 5.09
  • ANIM3 R$ 5,66 3.47
  • ARZZ3 R$ 81,38 2.42
  • ASAI3 R$ 16,30 3.69
  • AZUL4 R$ 20,95 4.38
  • B3SA3 R$ 12,43 4.37
  • BBAS3 R$ 37,45 -0.32
Abra sua conta no BTG

Zelensky afirma ainda estar aberto a negociar com a Rússia

"Nessa situação, nós seríamos capazes de começar a discutir as coisas normalmente", afirmou o presidente da Ucrânia
 (Reuters/Serviço de Imprensa da Presidência da Ucrânia)
(Reuters/Serviço de Imprensa da Presidência da Ucrânia)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 06/05/2022 13:04 | Última atualização em 06/05/2022 13:04Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou que ainda está aberto a negociar com a Rússia, mas apenas se Moscou retirar suas forças para as posições anteriores à invasão de seu país. Durante evento remoto nesta sexta-feira (6) na Chatham House, em Londres, Zelensky disse que retornar à situação de 23 de fevereiro, o dia anterior a invasão, é um requisito para as conversas.

"Nessa situação, nós seríamos capazes de começar a discutir as coisas normalmente", e a Ucrânia poderia usar os "canais diplomáticos" para retomar seu território. O governo do Reino Unido tem afirmado que a Rússia precisa se retirar de toda a Ucrânia, inclusive da Crimeia, tomada por Moscou em 2014.

Guerra na Ucrânia: Mariupol espera novo comboio da ONU para retirar civis

Apesar de que a Rússia venha intensificado ataques na região de Donbas, no leste ucraniano, Zelensky disse ainda ver espaço para a diplomacia. "Nem todas as pontes já estão destruídas" na via diplomática, afirmou.

O presidente ucraniano disse ainda que "Mariupol nunca cairá". "Não estou falando sobre heroísmo ou nada. Não há nada lá para cair. Já está totalmente devastada", lamentou.

Alemanha

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse que convidou os chefes de governo e Estado da Alemanha para visitar a Ucrânia na próxima segunda-feira, 9 de maio, dia em que a Rússia marca a vitória da União Soviética sobre a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial. Autoridades do Ocidente acreditam que o presidente russo, Vladimir Putin, poderia usar o feriado do Dia da Vitória para fazer um anúncio sobre a guerra declarando uma vitória ou aumentando o conflito,

A Alemanha faz parte da aliança ocidental que apoia a Ucrânia, mas o chanceler Olaf Scholz ainda não fez uma visita de solidariedade ao país. Scholz trocou farpas com autoridades ucranianas nas últimas semanas por causa da recusa de Kiev em convidar o chefe de Estado da Alemanha, o presidente Frank-Walter Steinmeier, a quem a Ucrânia acusa de se aproximar da Rússia durante seu tempo como ministro das Relações Exteriores.

Falando no "think-tank" Chatham House de Londres nesta sexta-feira, Zelensky disse que conversou com Steinmeier e convidou o presidente e Scholz para uma visita à capital. Segundo o líder ucraniano, Scholz "pode dar este passo político muito poderoso para vir aqui no dia 9 de maio, para Kiev".

Não houve nenhuma palavra imediata sobre se os políticos alemães terem ou não concordado. O presidente do Parlamento alemão, Baerbel Bas, deve visitar a Ucrânia no domingo (8) e a ministra das Relações Exteriores, Annalena Baerbock, em breve.