Torre Eiffel será apagada nesta quarta em solidariedade a Aleppo

Confrontos aumentaram em Aleppo durante o mês passado, o que levou a preocupações ao redor do mundo pela situação dos moradores da região

Paris - Paris irá desligar as famosas luzes da Torre Eiffel nesta quarta-feira em um gesto de solidariedade aos cidadãos da cidade síria de Aleppo, atingida por uma crise humanitária à medida que moradores fogem de intensos confrontos.

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, disse que a Torre Eiffel, normalmente iluminada por milhares de luzes todas as noites, ficará escura a partir das 20h, no horário local.

"Esta medida simbólica em uma construção conhecida mundialmente irá destacar mais uma vez um alerta à comunidade internacional pela necessidade de uma ação urgente", informou o gabinete de Hidalgo em comunicado.

Os confrontos aumentaram em Aleppo durante o mês passado, o que levou a preocupações ao redor do mundo pela situação dos moradores, com o presidente sírio, Bashar Al-Assad tentando retomar áreas que controladas por rebeldes.

A Torre Eiffel também estava fechada nesta quarta-feira para visitantes por conta de uma greve de funcionários.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.