Tornado em Michigan, nos EUA, deixa ao menos dois mortos

O tornado atingiu Gaylord, uma cidade de cerca de apenas 4,2 mil pessoas, cerca de 370 quilômetros a noroeste de Detroit
Michigan: a governadora Gretchen Whitmer declarou estado de emergência para o condado, disponibilizando mais recursos para auxiliar às vítimas (Carlo Allegri/Reuters/Reuters)
Michigan: a governadora Gretchen Whitmer declarou estado de emergência para o condado, disponibilizando mais recursos para auxiliar às vítimas (Carlo Allegri/Reuters/Reuters)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 21/05/2022 14:26 | Última atualização em 21/05/2022 14:26Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O tornado que atingiu a cidade de Gaylord, no norte de Michigan, nos Estados Unidos, na sexta-feira, 20, provocou a segunda morte conforme informaram as autoridades locais neste sábado, 21, enquanto equipes revistavam um parque de trailers que foi destruído pelo raro evento climático. Mais de quarenta pessoas também ficaram feridas.

A pessoa, com cerca de 70 anos, morava no parque de trailers de Nottingham, que foi um dos primeiros locais atingidos pelo tornado. “As equipes estão no local fazendo uma busca secundária com auxílio de equipamentos”, disse Chris Martin, chefe dos bombeiros do Condado de Otsego.

O tornado atingiu Gaylord, uma cidade de cerca de apenas 4,2 mil pessoas, cerca de 370 quilômetros a noroeste de Detroit. A governadora Gretchen Whitmer declarou estado de emergência para o condado, disponibilizando mais recursos para auxiliar às vítimas.

O chefe de polícia de Gaylord, Frank Claeys, explicou que os momentos imediatos após o tornado foram difíceis para os socorristas. “Estávamos procurando em lugares onde conhecíamos os ocupantes. Nós estamos chamando os pelos nomes”, disse Claeys.