Talibã captura estrangeiros após problema com helicóptero

A aeronave, obrigada a realizar um pouso de emergência no Afeganistão, levava sete turcos e dois russos

Puli Alam - O grupo talibã informou nesta segunda-feira ter capturado estrangeiros de um helicóptero obrigado a realizar um pouso de emergência no Afeganistão e que, segundo autoridades, levava sete turcos e dois russos.

Os insurgentes, que frequentemente emitem comunicados exagerados, alegaram que 11 militares americanos estavam na aeronave que pousou no domingo devido ao mau tempo na província de Logar, ao sul de Cabul.

A Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), liderada pelos Estados Unidos, informou que nenhum militar estrangeiro estava envolvido e que o helicóptero era civil. Ela acrescentou que não havia informação sobre o destino da aeronave ou de seus ocupantes.

O grupo talibã anunciou em seu site que os estrangeiros "foram capturados vivos e foram transferidos para a região mais segura da nação", acrescentando que o helicóptero foi incendiado.

A companhia aérea sediada no afeganistão, Khorasan Cargo Airlines, que operava o helicóptero Mi-8, afirmou que sete turcos que trabalhavam em um projeto rodoviário, um piloto russo, um engenheiro de voo russo e um co-piloto afegão estavam a bordo da aeronave.

O ministro das Relações Exteriores da Turquia informou que seus diplomatas estavam em intensas negociações com as autoridades afegãs para descobrir seu paradeiro.

Não houve reação imediata do governo russo.

Já o ministro do Interior afegão informou que uma equipe da polícia foi enviada ao local e que teve início uma busca pelos passageiros e pela tripulação.


Ele não confirmou o número de pessoas ou a nacionalidade dos detidos. Autoridades de Logar informaram anteriormente que oito turcos e um afegão estavam desaparecidos.

Para aumentar a confusão, um porta-voz do governo provincial de Logar afirmou que sete turcos, dois ucranianos e um intérprete afegão estavam no helicóptero quando ele pousou no distrito de Azra.

"Também conversamos com aldeões idosos para persuadir os talibãs a libertarem os reféns", afirmou o porta-voz, Din Mohammad Darvish.

Hamidullah Hamid, governador do distrito de Azra, afirmou que acredita-se que os reféns estão no distrito do vale do Mangal, uma região controlada pelos talibãs.

O helicóptero se deslocava da cidade de Khost em direção a Cabul quando foi obrigado a pousar.

O grupo talibã, derrubado do poder em 2001 por uma invasão estrangeira liderada pelos Estados Unidos, alegou que 11 militares americanos, incluindo dois intérpretes, estavam a bordo.

"As forças estrangeiras, ao se desvincularem do helicóptero, estão tentando fazer parecer que os detidos são civis, mas a negação não irá beneficiá-los, já que todos foram capturados usando uniformes do exército americano", disse.

Um porta-voz da Isaf informou que as tropas da Otan estavam prontas para ajudar as forças de segurança afegãs, mas que nenhum pedido foi feito.

A Turquia tem cerca de 1.800 soldados servindo a Isaf. Mas, diferentemente de seus aliados europeus, sua missão é limitada a patrulhas e suas tropas não realizam operações de combate.

A Isaf se prepara para retirar todas as suas tropas de combate estrangerias do Afeganistão no fim de 2014, repassando esta responsabilidades às tropas afegãs e à polícia, apesar dos temores pela instabilidade no país.

Ataques realizados pelos talibãs e por outros grupos insurgentes dispararam no primeiro trimestre de 2013, de acordo com um estudo realizado por um grupo independente divulgado no sábado.

O Afghanistan NGO Safety Office informou sobre 2.331 ataques de insurgentes entre janeiro e março, um aumento de 47% em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.