Sete astronautas europeus estão prontos para ir à Lua; veja quem são eles

Dos sete, apenas um poderá pisar na superfície lunar caso a missão seja bem-sucedida
Os astronautas da ESA, Alexander Gerst, Thomas Pesquet e Matthias Maurer durante uma vídeoconferência com Samantha Cristoforetti na Estação Espacial Internacional (ISS), durante uma coletiva de imprensa em Paris (AFP/AFP Photo)
Os astronautas da ESA, Alexander Gerst, Thomas Pesquet e Matthias Maurer durante uma vídeoconferência com Samantha Cristoforetti na Estação Espacial Internacional (ISS), durante uma coletiva de imprensa em Paris (AFP/AFP Photo)
A
AFP

Publicado em 21/09/2022 às 15:58.

Última atualização em 21/09/2022 às 16:44.

A Agência Espacial Europeia (ESA) apresentou nesta quarta-feira (21), em Paris, sua equipe de sete astronautas prontos para explorar a Lua como parte do programa americano Artemis. No entanto, apenas um poderá pisar na superfície lunar caso a missão seja bem-sucedida.

O francês Thomas Pesquet, os alemães Alexander Gerst e Matthias Maurer, os italianos Luca Parmitano e Samantha Cristoforetti, o dinamarquês Andreas Mogensen e o britânico Tim Peake completaram pelo menos uma missão em órbita, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) a 400 quilômetros da Terra.

Eles representam "o equivalente a 4,5 anos em órbita e 98 horas de viagens espaciais", explicou Philippe Willekens, chefe da ESA, em uma entrevista coletiva no Congresso Internacional de Astronáutica (IAC), em Paris.

Entre eles, só três serão selecionados para a Lunar Getaway, a futura estação orbital lunar, e só um para pisar na Lua no final da década.

Entretanto, a ESA ainda não tomou uma decisão.

"Todos somos candidatos e o importante é ir em equipe. Olhe, todos nós vestimos a mesma camisa", comentou Thomas Pesquet, que junto com seus companheiros Alexander Gerst, Matthias Maurer e Luca Parmitano vestiam uma camisa polo azul marinho com os logotipos da ESA e da Artemis.

Samantha Cristoforetti, em missão na ISS, e Andreas Mogensen, pronto para o lançamento na estação, falaram à distância.

A ESA, que tem 22 Estados-membros, participa do Artemis, programa americano de regresso à Lua. Em particular, atua com seu módulo de serviço ESM, que será colocado sob a cápsula Orion.

LEIA TAMBÉM:

O que é o programa Artemis, missão da Nasa da qual o Brasil faz parte

Artemis 1: saiba como assistir ao lançamento da missão da Nasa