Semelhanças e diferenças entre o voo MH370 e o Rio-Paris

Desaparecimento do avião da companhia Malaysia Airlines e acidente com o voo AF447 da Air France que fazia o trajeto Rio-Paris em 2009 tem pontos em comum

O desaparecimento do avião da companhia Malaysia Airlines apresenta semelhanças e diferenças em relação ao acidente com o voo AF447 da Air France que fazia o trajeto Rio de Janeiro-Paris, no Atlântico, em junho de 2009.

As semelhanças:

- Dezesseis dias após desaparecer dos radares, o Boeing ainda não foi localizado. Os destroços do Airbus A330 da Air France foram localizados em abril de 2011, quase dois anos após sua queda. Apenas algumas partes do avião, incluindo a cauda, foram recuperados uma semana depois do acidente.

- O número de passageiros (239 passageiros, incluindo 12 tripulantes) é comparável ao do Air France (228 passageiros, 12 tripulantes).

- O Boeing 777-200, assim como o Airbus A330, é considerado uma aeronave bastante confiável, com um grande número de exemplares em serviço e poucos acidentes.

- A tripulação não emitiu mensagem de alerta.

- A aeronave havia sido danificada anteriormente nos solo e reparada. No caso da Air France, este evento não teve absolutamente nenhum papel no acidente.

As diferenças:

- O AF447 havia deixado vestígios graças às mensagens automáticas ACARS (mensagens de anomalias, falhas ou desligamento do sistema). Vinte e quatro mensagens foram enviadas em quatro minutos. Segundo as autoridades malaias, o sistema ACARS foi desativado de forma deliberada a bordo do Boeing 777.

- No caso do avião malaio, rapidamente tomou uma direção contrária ao plano de voo e seguiu durante várias horas, provavelmente até o fim da reserva de combustível.

- Como o AF447 caiu em águas internacionais, os investigadores franceses receberam mandato legal para as investigações. No caso do voo da Malaysia Airlines, enquanto não estiver determinado o local da queda, não será possível saber quais as autoridades competentes.

O que ainda é desconhecido:

- O avião da Malaysia Airlines caiu em apenas um pedaço ou em vários? O da Air France caiu sem fragmentar-se.

- O avião da Malaysia teve problemas técnicos?

- O Boeing 777 caiu no mar? Caso os detroços detectados no sul do Oceano Índico sejam do Boeing 777, a busca pode ser mais complicada que a do AF447, já que a área fica a milhares de quilômetros das costas australianas e pode registrar mutas ondas e ventos fortes.

- A aeronave se desintegrou em pleno voo? Os investigadores parecem descartar esta hipótese, pois o Boeing voou durante várias horas depois de desaparecer dos radares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.