Rússia manterá apoio militar ao governo da Síria, diz Putin

"Fornecemos e continuaremos a fornecer assistência militar", afirmou Putin, convidando outros países a fazerem o mesmo.

Moscou - O presidente russo, Vladimir Putin, disse que continuará a enviar assistência militar ao regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, em meio às preocupações sobre o aumento da presença militar de Moscou no país do Oriente Médio.

"Nós apoiamos o governo da Síria em seu esforço para conter a agressão terrorista", afirmou Putin durante um encontro sobre a questão da segurança em Dushanbe, capital do Tajiquistão.

"Fornecemos e continuaremos a fornecer assistência militar", afirmou, convidando outros países a fazerem o mesmo.

A declaração é feita após autoridades dos Estados Unidos mostrarem-se alarmadas com a presença militar mais robusta dos russos na Síria. Os EUA temem que Moscou assuma um papel direto de combate para apoiar o regime de Assad.

Putin disse que, caso a Rússia não apoiasse a Síria, a situação nesse país seria pior que a da Líbia e o fluxo de refugiados para a Europa seria maior. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também