Mundo

Republicanos podem impedir CNN e NBC de transmitir debates

Políticos contestam projetos cinematográficos que os canais de televisão farão sobre a possível candidata democrata Hillary Clinton


	Possível candidata democrata às eleições 2017: a CNN produz atualmente um documentário sobre Hillary Clinton, cuja estreia nas salas de cinema está prevista para 2014. Já a NBC prepara uma série televisiva sobre a líder democrata
 (Saul Loeb/AFP)

Possível candidata democrata às eleições 2017: a CNN produz atualmente um documentário sobre Hillary Clinton, cuja estreia nas salas de cinema está prevista para 2014. Já a NBC prepara uma série televisiva sobre a líder democrata (Saul Loeb/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 16 de agosto de 2013 às 14h31.

O Partido Republicano americano concordou em impedir que as redes CNN e NBC transmitam seus debates para as primárias presidenciais de 2016 se elas mantiverem seus projetos cinematográficos sobre Hillary Clinton, eventual candidata democrata à Casa Branca.

"Dissemos de forma unânime aos meios que um canal que gasta milhares de dólares para destacar Hillary Clinton é tendencioso", declarou Reince Priebus, presidente do Comitê Nacional Republicano (RNC, em inglês), durante uma reunião do Partido em Boston. "E é um canal que não organizará nenhum debate republicano nas primárias".

"Há muitos outros canais", ressaltou, "mas os apresentadores da CNN e NBC deverão se conformar em ver os debates nas redes concorrentes".

A CNN produz atualmente um documentário sobre Hillary Clinton, cuja estreia nas salas de cinema está prevista para 2014. A NBC, por sua vez, prepara uma série televisiva sobre a líder democrata, protagonizada pela atriz Diane Lane, que há pouco tempo representou a mãe do Superman em "O Homem de Aço".

Muitos conservadores querem que o partido boicote as redes de televisão e organize ele mesmo os debates das primárias, com "moderadores adequados", segundo uma resolução aprovada nesta sexta-feira.

Os republicanos buscam reduzir a quantidade de debates, abaixo dos 20 organizados em 2012 para definir os candidatos, um número considerado muito alto, segundo um relatório oficial publicado em março.

O partido pretende organizar entre 10 e 12 debates a partir de setembro de 2015, cinco meses antes das primeiras primárias em Iowa (centro) e New Hampshire (nordeste).

Acompanhe tudo sobre:CNNEleições americanasEmpresasEstados Unidos (EUA)Hillary ClintonPaíses ricosPartido Republicano (EUA)Políticos

Mais de Mundo

Fãs de Trump se reúnem em Milwaukee para lhe dar apoio: "precisa saber que é amado"

Biden pede que país 'reduza a temperatura política' e que evite o caminho da violência

Nikki Haley é convidada de última hora como oradora para convenção republicana

FBI crê que atirador que tentou matar Trump agiu sozinho e não pertence a grupo terrorista

Mais na Exame