República Democrática do Congo tem novo massacre

O ataque noturno ocorreu na cidade de Oicha, na província de Kivu do Norte, informou o tenente Mak Hazukay, um porta-voz das forças armadas

Nove civis, incluindo cinco mulheres, foram mortos em um novo massacre no território de Beni, no leste da República Democrática do Congo (RDC), uma região onde os massacres já mataram mais de 600 civis desde o fim de 2014.

O ataque noturno ocorreu na cidade de Oicha, na província de Kivu do Norte, informou o tenente Mak Hazukay, um porta-voz das forças armadas da RDC.

Esta cidade de 120.000 habitantes, localizada no território de Beni, foi atingida várias vezes por assassinatos na região nos últimos dois anos.

As autoridades congolesas e a missão da ONU na RDC - responsável por neutralizar as dezenas de grupos armados que operam no leste do país - atribuem a responsabilidade por esses ataques aos rebeldes muçulmanos das Forças Democráticas Aliadas de Uganda (ADF).

As ADF, que se opõem ao presidente de Uganda, Yoweri Museveni, estão presentes desde 1995 no leste da RDC, onde são acusadas ​​de graves e repetidas violações dos direitos humanos e de lucrar com o tráfico de madeira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.