Mundo
Acompanhe:

Putin, Merkel e Hollande compartilharão dados contra terrorismo

Em telefonema nesta terça-feira, líderes fecharam o acordo e também debateram a situação na Ucrânia e o cessar-fogo declarado no dia 1º de abril

François Hollande e Vladimir Putin: líderes também concordaram em continuar a manter contato para tratar da questão ucraniana (Sergei Chirikov/Reuters)

François Hollande e Vladimir Putin: líderes também concordaram em continuar a manter contato para tratar da questão ucraniana (Sergei Chirikov/Reuters)

R
Reuters

4 de abril de 2017, 12h09

Moscou - Os líderes de Rússia, Alemanha e França concordaram, durante um telefonema ocorrido nesta terça-feira, em acelerar o compartilhamento de dados visando o combate ao terrorismo, informou o Kremlin.

Eles conversaram após o mortífero ataque a bomba de segunda-feira contra um trem do metrô de São Petersburgo, segunda maior cidade russa, que matou 14 pessoas e feriu 50.

O Kremlin disse que os líderes também debateram a situação na Ucrânia e o cessar-fogo declarado no dia 1º de abril.

Uma fonte do governo alemão disse: "Merkel exortou Putin a usar sua influência com os separatistas (para estes cumprirem o cessar-fogo)".

O Kremlin acrescentou que Putin, Merkel e Hollande concordaram em continuar a manter contato para tratar da questão ucraniana.