Próxima edição da Charlie Hebdo terá tiragem de um milhão

O ataque acabou com a vida de 12 pessoas, entre elas do diretor da publicação e quatro históricos cartunistas

Paris - A revista satírica francesa "Charlie Hebdo", que na quarta-feira foi alvo de um ataque que acabou com a vida de 12 pessoas, entre elas do diretor da publicação e quatro históricos cartunistas, terá a próxima edição no dia 14 de janeiro, mas com uma tiragem de um milhão de exemplares.

A notícia foi confirmada pelo advogado e colaborador da revista, Richard Malka, à emissora pública "France Info".

"É preciso resistir ao medo, ao silêncio, ao ódio, lutar com a razão, com as palavras, com o riso, com o sorriso. É preciso sorrir, se querem nos ajudar, é preciso rir e fazer com que tudo isto tenha um sentido", disse Malka.

Os sobreviventes do ataque à redação de "Charlie Hebdo", que estão recebendo mensagens de solidariedade de todo o mundo, serão abrigados na sede do jornal "Libération" e contam igualmente com o apoio de vários meios de comunicação franceses.

A revista terá menos páginas do que suas 16 tradicionais, mas estará em todas as bancas, confirmou Malka, que reiterou que é preciso "tomar consciência" da necessidade de união nacional e de todas as religiões.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também