Petrobras e UFRN criam unidade de cultivo de microalgas

A iniciativa permitirá um avanço nas pesquisas sobre o potencial das microalgas como nova alternativa de suprimento para biodiesel

São Paulo - A Petrobras e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) inauguraram, nesta terça-feira, em Extremoz (RN), uma unidade-piloto para o cultivo de microalgas para produção de biodiesel. A iniciativa permitirá um avanço nas pesquisas, realizadas até agora apenas em laboratórios, sobre o potencial das microalgas como nova alternativa de suprimento para biodiesel.

"A produção de microalgas é um dos projetos de pesquisa prioritários da Petrobras, em razão da sua potencialidade de produção, atuando também na absorção de CO2 e na limpeza da água. Esse projeto coloca a Petrobras na vanguarda das pesquisas de renováveis na América Latina", explicou Miguel Rossetto, presidente da Petrobras Biocombustível, em nota.

O projeto faz parte das Redes Temáticas, programa criado pela Petrobras em 2006, voltado ao relacionamento com as universidades e os institutos de pesquisas brasileiros. Hoje, existem 50 redes que abrangem mais de 100 universidades e instituições de pesquisas de todo o Brasil. Nas redes, as instituições desenvolvem pesquisas em temas estratégicos para o negócio da Petrobras e para a indústria brasileira de energia.

Desde 2006, a Petrobras investiu mais de R$ 3 bilhões em universidades e instituições nacionais de ciência e tecnologia, possibilitando às instituições conveniadas a implantação de infraestrutura, aquisição de modernos equipamentos, criação de laboratórios de padrão mundial de excelência, capacitação de pesquisadores/recursos humanos e desenvolvimento de projetos de Pesquisa & Desenvolvimento nas áreas de interesse, como petróleo e gás, biocombustíveis e preservação ambiental.

A solenidade teve a presença do presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossetto, e do gerente Geral de Pesquisa e Desenvolvimento de Abastecimento e Biocombustíveis, Alípio Ferreira Junior, além de representantes da universidade.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também