Pandemia: próximos meses serão os piores, diz governo da Dinamarca

Europa, Estados Unidos e Japão vivem novo surto da covid-19; governo dinamarquês decide fechar o comércio nesta quinta-feira, dia 17

Com 3.692 casos de coronavírus registrados nas últimas 24 horas, a pior marca desde o início da pandemia, a Dinamarca deve decretar um novo lockdown nesta quinta-feira, dia 17. Todos os shopping centers e lojas de rua deverão fechar, com a exceção de mercados que vendem alimentos e farmácias. As novas medidas devem se estender até depois do Ano Novo.

A primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, disse nesta quarta-feira, dia 16, que os hospitais do país estão sob pressão, acrescentando que é preciso "agir agora". Ela também afirmou que os próximos meses deverão ser os piores da pandemia.

Na Dinamarca, as medidas de contenção à propagação do coronavírus incluíram o abate de mais de 15 milhões de visons, usados na fabricação de casacos de pele. Segundo as autoridades locais, os animais foram contaminados pela covid e infectaram, por sua vez, 12 seres humanos.

O novo surto de coronavírus vem golpeando a Europa nos últimos meses. O número de casos começou a aumentar há alguns meses, depois das férias de verão, e segue em forte alta.

Países como a Holanda e a Alemanha já decretaram novos lockdowns, válidos pelo menos até a segunda semana de janeiro. A Itália estuda novas medidas para frear a propagação do vírus.

A Alemanha bateu nesta quarta-feira, dia 16, um recorde de contaminações pela covid, com mais 952 casos. A Holanda também atingiu uma marca inédita, de mais de 11.200 novos casos.

Nos Estados Unidos, país que concentra o maior número de casos, seguido pela Índia e o Brasil, uma das maiores preocupações é em relação à Califórnia, com novos recordes de hospitalizações e mortes.

Na Turquia, também há uma alta no número de casos. Cerca de 240 pessoas testaram positivo para o coronavírus nas últimas 24 horas, elevando para 17.121 o total de contaminados. O país impôs lockdowns nos finais de semanas e toque de recolher à noite.

Outro país que vem registrando um novo surto da covid é o Japão, com 678 infecções registradas em Tóquio nas últimas 24 horas. O país tem hoje mais de 29.500 pacientes com coronavírus, sendo que 2% deles estão em estado grave. O governo japonês vinha estimulando as viagens como forma de retomar o crescimento econômico. O resultado, no entanto, foi uma alta inédita no número de casos.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.