Países prendem acusados de recrutar mulheres para o EI

Quatro mulheres e três homens foram detidos em Barcelona, nos territórios espanhóis de Ceuta e Melilla e na cidade marroquina de Castillejos

Madri - Sete pessoas foram detidas nesta terça-feira na Espanha e no Marrocos em uma operação contra o recrutamento de mulheres que seriam enviadas para a Síria e o Iraque para atuar pelo grupo Estado Islâmico (EI), anunciou o ministério espanhol do Interior.

Quatro mulheres, incluindo uma menor de idade, e três homens foram detidos em Barcelona, nos territórios espanhóis de Ceuta e Melilla e na cidade marroquina de Castillejos, a 2 km de Ceuta.

A operação em coordenação com o governo marroquino prosseguia nesta terça-feira, segundo um comunicado oficial.

Os detidos são acusados de integrar uma rede de recrutamento e envio de mulheres para a frente Síria-Iraque do EI.

Quase 100 espanhóis teriam viajado para integrar o EI nos dois países, informou no mês passado o embaixador da Espanha no Iraque, José María Ferré.

O fenômeno preocupa Madri. Em agosto, uma adolescente de 14 anos foi detida em Ceuta quando se preparava para viajar ao Oriente Médio.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também