Otan suspende treinamento militar no Iraque após morte de general

No Iraque, a missão da Otan tinha algumas centenas de soldados e os treinava para impedir o retorno do Estado Islâmico (EI) desde 2018

São Paulo — A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), aliança militar intergovernamental, anunciou neste sábado (4), a suspensão das atividades militares que realizava no Iraque desde outubro de 2018.

No Iraque, a missão da Otan tinha algumas centenas de soldados e os treinava para impedir o retorno do Estado Islâmico (EI) a pedido do governo iraquiano.

Em comunicado enviado às agências de notícias Reuters e AFP, o porta-voz da Aliança, Dylan White, afirmou que “a missão da Otan continua, mas as atividades de treinamento estão temporariamente suspensas”.

A suspensão acontece depois do assassinato do general da Força Al Quds, elite da Guarda Revolucionária do Irã, Qassem Soleimani, ordenado pelo presidente norte-americano Donald Trump.

(Com informações de Reuters, EFE e AFP)

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.