A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Opep pode cortar produção em 500 mil barris por dia

O crescimento da produção de petróleo de xisto nos EUA afetará a demanda pelo petróleo produzindo pela organização no próximo ano

Nova York - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) poderá ser forçada a reduzir sua produção de petróleo em meio milhão de barris por dia quando se reunir em dezembro, no primeiro corte em cinco anos, depois que as previsões mais recentes mostraram que o crescimento da produção de petróleo de xisto nos EUA afetará a demanda pelo petróleo produzindo pela organização no próximo ano, disseram delegados do Golfo da instituição.

Os mercados de petróleo estão cheios de barris novos provenientes dos reservatórios de xisto dos EUA, e as previsões separadas da Opep e da Agência Internacional de Energia (AIE) na semana passada mostraram que a demanda por petróleo da organização no próximo ano vai cair bem abaixo de sua produção atual de cerca de 30 milhões de barris por dia.

"Com base no que a previsão mostra, nós teremos um corte", afirmou um delegado de um país do Golfo Pérsico que costumava se opor a cortes de produção no passado recente.

Um corte de cerca de 500 mil barris por dia deverá ser debatido na reunião de dezembro, disse um outro delegado da Opep da região do Golfo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também