Oferecemos à Itália um sinal de coesão, diz Napolitano

O presidente da Itália justificou nesta segunda-feira sua decisão de aceitar a reeleição para recuperar a confiança internacional e a coesão nacional

Roma - O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, justificou nesta segunda-feira sua decisão de aceitar a reeleição diante da necessidade de oferecer um sinal de "coesão nacional" e de recuperar a confiança internacional.

Durante seu discurso no Parlamento após o juramento do cargo, Napolitano, que foi escolhido no sábado na sexta votação em função da falta de acordo sobre seu substituto, disse que sua reeleição é totalmente legítima apesar de ser a primeira vez que ocorre no país.

O presidente, que se mostrou emocionado e foi apoiado pelos parlamentares, disse que se os partidos voltarem a se mostrar "insensíveis" perante o bloqueio institucional não duvidará em expor "as consequências para país". 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.