NSA espionou ONU, Unicef e ex-premier de Israel

Nova lista de alvos dos serviços secretos foi publicada hoje

Londres - Organizações internacionais como as Nações Unidas (ONU) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), além de diversas ONGs, teriam sido espionadas pela Agência de Segurança Nacional (NSA), assim como pelo seu equivalente britânico, o GCHQ, informou a imprensa internacional.

O britânico "The Guardian", o norte-americano "New York Times" e o alemão "Der Spiegel" publicaram que, entre os muitos alvos da agência ainda estavam o ex-premier de Israel Ehud Olmert e o vice-presidente da Comissão Europeia, Joaquin Almunia.

O ex-analista dos serviços secretos dos EUA Edward Snowden revelou aos jornais uma lista que inclui milhares de alvos, inclusive organizações internacionais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.