No Rio, Hollande alerta que terroristas podem "atacar tudo"

O presidente da França advertiu que os terroristas podem realizar ataques em qualquer lugar após avaliar positivamente o esquema de segurança na Olimpíada

	François Hollande, presidente da França: "a segurança é uma condição indispensável"
 (Miguel Medina / Reuters)
François Hollande, presidente da França: "a segurança é uma condição indispensável" (Miguel Medina / Reuters)
D
Da RedaçãoPublicado em 04/08/2016 às 17:44.

Rio de Janeiro - O presidente da França, François Hollande, visitou nesta quinta-feira o Parque Olímpico do Rio de Janeiro e advertiu que os terroristas podem realizar ataques em qualquer lugar após avaliar positivamente o esquema de segurança organizado pelo Brasil para os Jogos Olímpicos.

"A segurança é uma condição indispensável. Sabemos que os terroristas podem atacar, atacar tudo. Por isso, precisamos de uma segurança do mais alto nível, e sei que o Brasil está sendo capaz disto, com uma grande vigilância. É uma rigidez necessária", disse Hollande em conversa com jornalistas no local.

O chefe do governo francês aproveitará sua participação na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos nesta sexta para mostrar seu apoio à candidatura de Paris para sediar o megaevento em 2024.

Para ele, o Rio está à altura do desafio.

Antes da visita, o presidente concedeu a Legião de Honra francesa ao ex-jogador brasileiro Paulo César Caju, que atuou no país europeu pelo Olympique de Marselha e pelo AS Aix, em cerimônia fechada.

Na sexta-feira, Hollande participará da coletiva de apresentação da candidatura de Paris aos Jogos de 2024, disputa em que também estão Roma, Budapeste e Los Angeles.

Ele irá também ao jantar de honra que seu colega brasileiro, Michel Temer, ofereceça aos chefes de Estado presentes à Cerimônia de Abertura dos Jogos.