México teve 222 denúncias de sequestro de imigrantes em 2010

Segundo a Comissão Nacional de Direitos Humanos, porém, número passou de 10 mil em apenas 6 meses investigados neste ano

Oaxaca, México – O Instituto Nacional de Migração (INM) registrou 222 sequestros de imigrantes ilegais no México durante 2010, anunciou Salvador Beltrán del Río, diretor do organismo, um número bem abaixo de outro divulgado por um organismo do governo.

“Os 222 casos de sequestros foram denúncias que recebemos de imigrantes no INM”, disse Beltrán del Río em uma entrevista concedida no estado de Oaxaca (sul).

O número, no entanto, está muito abaixo do divulgado recentemente pela Comissão Nacional de Direitos Humanos (CNDH), que documentou mais de 10.000 sequestros de imigrantes ilegais em um período de seis meses este ano.

Quase 500.000 pessoas sem documentos tentam entrar nos Estados Unidos a cada ano atravessando o México, de acordo com a comissão.

A extrema vulnerabilidade dos estrangeiros ilegais no México foi comprovada em agosto, quando 72 imigrantes das Américas Central e do Sul, incluindo dois brasileiros, foram massacrados em uma fazenda do nordeste do país por um grupo de narcotraficantes.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.