Mundo
Acompanhe:

México realiza consultas com novo governo peruano para dar asilo a Castillo

O chanceler mexicano Marcelo Ebrarddivulgou uma carta com o pedido, no qual o advogado argumenta que Castillo é vítima de uma "perseguição infundada de caráter político" por parte da Justiça peruana

O presidente mexicano foi um dos maiores defensores de Castillo (AFP/AFP)

O presidente mexicano foi um dos maiores defensores de Castillo (AFP/AFP)

A
AFP

9 de dezembro de 2022, 07h20

O México realiza consultas com o novo governo peruano para conceder asilo político ao presidente destituído Pedro Castillo, anunciou nesta quinta-feira, 8, o chanceler mexicano, Marcelo Ebrard.

"Passamos a iniciar consultas com autoridades peruanas", informou o secretário das Relações Exteriores no Twitter, ao confirmar que Castillo ratificou seu pedido de asilo por meio do advogado Víctor Pérez.

Ebrard divulgou uma carta com o pedido, no qual o advogado argumenta que Castillo é vítima de uma "perseguição infundada de caráter político" por parte da Justiça peruana. O chanceler acrescentou que o embaixador mexicano no Peru, Pablo Monroy, reuniu-se com Castillo hoje na prisão: "Ele o encontrou fisicamente bem e na companhia de seu advogado."

A carta de Pérez denuncia que os órgãos de justiça pretendem processar o ex-presidente "por simples declarações de vontade ou intenção que não configuram nenhum ilícito penal, criando um clima de perseguição contra todos aqueles que pensam de forma diferente do grupo oligárquico".

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, disse hoje que seu governo está disposto a conceder asilo a Castillo, revelando que ele já o havia pedido ontem, em um telefonema. O governante declarou que o peruano foi vítima de "um golpe brando", do qual participaram, segundo ele, veículos de comunicação e "as elites econômica e política" peruanas.

Obrador informou que o México considera "adequado esperar alguns dias" antes de reconhecer formalmente a nova presidente do Peru, Dina Boluarte. "Não é nosso propósito intervir em assuntos internos. Lamentamos muito, isso sim, que essas coisas aconteçam, porque o povo sofre", acrescentou.

O presidente mexicano foi um dos maiores defensores de Castillo, denunciando que o mesmo era vítima de perseguição, racismo e uma tentativa de golpe.

LEIA TAMBÉM:

Quem é Pedro Castillo, presidente do Peru que sofreu impeachment e foi preso

Presidente do Peru sofre impeachment após tentar fechar Congresso e convocar eleições