Membros do Hezbollah libanês fogem de prisão egípcia

Grupo de 22 membros condenados por planejarem atentados escaparam da prisão de Wadi Natrumse após os guardas abandonarem o local

Cairo – Os 22 membros de uma célula do Hezbollah xiita libanês condenados no Egito por planejarem atentados fugiram domingo, juntamente com milhares de detentos, de uma prisão do norte do Cairo, informou nesta quinta-feira um funcionário dos serviços de segurança.

Entre os foragidos há, além disso, membros de outros grupos palestinos, como o Hamas e a Irmandade Muçulmana.

A fuga da prisão de Wadi Natrumse acontece depois que os guardas abandonaram seus postos de vigilância, em um cenário de caos provocao pelos confrontos entre as forças de segurança e os manifestantes que proetestam contra o regime do presidente Hosni Mubarak.

Um tribunal de exceção egípcio condenou em abril passado a penas de prisão 26 integrantes de uma célula do Hezbollah acusada de ter planejado atentados contra o canal de Suez e as instalações turísticas do Sinai. Quatro condenações foram pronunciadas à revelia.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.