Maduro escolhe irmão de Chávez como embaixador em Cuba

Adán Chávez já foi o embaixador venezuelano em Havana em 2004 e está entre os funcionários que sofreram sanções dos Estados Unidos

CARACAS (Reuters) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta quinta-feira (7) que designou Adán Chávez, irmão do falecido ex-presidente Hugo Chávez, como embaixador em Cuba.

Cuba é o aliado político mais próximo do país petrolífero e há anos Caracas tem apoiado a ilha com exportações de petróleo sob condições preferenciais de pagamento.

Maduro disse em uma mensagem no Twitter que, além da embaixada, Chávez "seguirá à frente da vice-presidência de Assuntos Internacionais do Partido PSUV", o Partido Socialista Unido da Venezuela.

A embaixada em Cuba estava sob o comando do ex-ministro do Petróleo venezuelano, Alí Rodríguez, até sua morte, no fim de 2018.

Adán Chávez, um físico de 66 anos e irmão mais velho do ex-presidente, já foi o embaixador venezuelano em Havana em 2004 e está entre os funcionários que sofreram sanções dos Estados Unidos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.