Libertada última integrante Pussy Riot presa

Nadezhda Tolokonnikova, de 24 anos, saiu do hospital penitenciário na cidade siberiana de Krasnoyarsk depois de ser anistiada pelo Kremlin

A segunda integrante do grupo russo Pussy Riot que ainda estava presa, Nadezhda Tolokonnikova, foi libertada nesta segunda-feira, indicou seu marido pelo Twitter.

“Nadya está livre”, escreveu na conta do grupo Voina, que publica uma foto da jovem livre.

Tolokonnikova, de 24 anos, saiu do hospital penitenciário na cidade siberiana de Krasnoyarsk depois de ser anistiada pelo Kremlin, assim como sua companheira Maria Alyokhina, que havia sido libertada pouco antes, também nesta segunda-feira.

As três integrantes do grupo Pussy Riot, Alyokhina, Tolokonnikova e Yekaterina Samutsevich, haviam sido acusadas de vandalismo e incitação ao ódio religioso por terem entoado em fevereiro de 2012, encapuzadas e acompanhadas por suas guitarras, uma oração punk contra o presidente Vladimir Putin na catedral de Cristo Salvador de Moscou.

Sua pena de dois anos de prisão seria completada em março de 2014.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.