Japão aprova primeira vacina cinco meses antes das Olimpíadas

O Japão deve começar a administrar a vacina da Pfizer/BioNTech em até 20.000 profissionais da saúde a partir de quarta-feira

O Japão autorizou neste domingo (14) uma primeira vacina contra o coronavírus, a desenvolvida pela Pfizer, abrindo o caminho para o lançamento de uma campanha de vacinação cinco meses antes da inauguração dos Jogos Olímpicos.
"Hoje, a ministra da Saúde deu a autorização especial à vacina da Pfizer", anunciou o escritório do primeiro-ministro em um tuíte.

O Japão deve começar a administrar a vacina da Pfizer/BioNTech em entre 10.000 e 20.000 profissionais da saúde a partir de quarta-feira, antes de ampliar a vacinação para outros trabalhadores sanitários e para os idosos partir de abril, usando também outras vacinas.

O governo ainda não apresentou sua estratégia para ampliar as vacinas ao restante de sua população de 126 milhões de pessoas.

Os organizadores dos Jogos afirmaram em repetidas ocasiões que o evento, que deveria ter acontecido no verão passado, ocorrerá em julho independentemente do estado da pandemia em outras partes do mundo.

Os atletas e acompanhantes seram aconselhados a se vacinar, mas não serão obrigados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.