Japão aprova orçamento recorde para gastos com Defesa

A pasta é destinada a reforçar a segurança do território, especialmente das ilhas Senkaku/Diaoyu, cuja soberania é reivindicada pela China

Tóquio - O Gabinete do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, aprovou nesta quarta-feira, pelo terceiro ano seguido, um orçamento recorde para o Ministério da Defesa, destinado a reforçar a segurança do território, especialmente das ilhas Senkaku/Diaoyu, cuja soberania é reivindicada pela China.

O montante aprovado para o próximo ano fiscal, que começa em 1º de abril, é de 4,98 trilhões de ienes (US$ 42,33 bilhões), um valor 2% maior que o do ano passado, o que permitirá ao Japão adquirir novos caças e aviões de patrulha.

O aumento também responde às despesas derivadas da redistribuição das forças americanas baseadas no país, especialmente as destinadas a Okinawa, no sul do arquipélago do Japão.

Espera-se que o parlamento, onde o partido de Abe ostenta uma cômoda maioria, aprove o orçamento até abril.

Desde que Abe chegou ao cargo em 2012, os gastos de Defesa aumentaram a cada ano, dentro de um plano para aquisição de novos equipamentos e diante de uma maior presença das forças chinesas na região. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.