GM mudará carro elétrico Volt para evitar risco de incêndio

Montadora anunciou que vai melhorar o sistema de resfriamento depois de receber criticas de autoridades americanas

Nova York - A fabricante automotiva americana General Motors anunciou nesta quinta-feira que modificará o sistema de resfriamento das baterias de seu carro elétrico Volt, com a finalidade de minimizar os riscos de incêndio evocados em novembro pela agência de segurança rodoviária (NHTSA).

"A GM anunciou hoje (quinta-feira) melhorias na estrutura do veículo e do sistema de resfriamento da bateria do Chevrolet Volt, que dará uma proteção adicional contra riscos de incêndio elétrico na bateria vários dias ou semanas após um acidente grave", informou a companhia em um comunicado.

"Os clientes serão contatados individualmente quando for possível fazer a modificação em seus carros", avaliou a General Motors.

A NHTSA anunciou no fim de novembro o lançamento de uma investigação oficial sobre os riscos de incêndio da bateria do Volt, apesar de não ter havido queixas dos clientes.

A investigação foi iniciada depois que uma bateria de lítio danificada durante um teste de resistência a choques em um Volt pegasse fogo três semanas após um acidente simulado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.