Extremistas matam 9 operários na Nigéria

Incidentes ocorreram de forma violenta com operários de construção civil na cidade de Maiduguri

Lagos - O Exército da Nigéria disse nesta segunda-feira que extremistas assassinaram de forma violenta nove operários de construção civil na noite de domingo, na cidade de Maiduguri, nordeste da Nigéria.

O porta-voz, coronel Sagir Musa, afirmou que as vítimas tiveram as gargantas cortadas. Ele disse que um homem foi encontrado na manhã desta segunda-feira ainda respirando, mesmo com forte sangramento no pescoço. O Exército acusa "terroristas", como costuma referir-se ao grupo islamita radical Boko Haram.

O morador Matthew Okoye afirma ter visto 14 cadáveres. Ele disse que algumas vítimas eram do sul do país, região predominantemente cristã. Autoridades costumam informar menos mortes do que o ocorrido, temendo incitar represálias, que geralmente acontecem quando os ataques envolvem pessoas de diferentes religiões.

O governo nigeriano culpa o Boko Haram por mais de 620 mortes somente neste ano. As informações são da Associated Press.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.