Exército de Bangladesh encerra busca de corpos

Após ter encontrado 1.127 mortos, o Exército acredita que não existem mais corpos entre os escombros

Dacca - O exército de Bangladesh encerrará na terça-feira as buscas por corpos nos escombros do edifício que abrigava unidades de confecção e que desabou em 24 de abril, deixando pelo menos 1.127 mortos.

"As operações de resgate do exército estão quase concluídas. Estamos perto de ceder o comando à administração local e retornaremos a nossas guarnições na terça-feira", afirmou o general Siddiqul Alam.

"Não acreditamos que existam mais corpos entre os escombros", completou, antes de confirmar o balanço de 1.127 mortos.

O Rana Plaza, edifício de oito andares no qual trabalhavam mais de 3.000 pessoas, desabou em 24 de abril em Savar, na periferia de Dacca.

Os operários trabalhavam em unidades têxteis, em alguns casos com salários de menos de 30 euros mensais, para marcas como a britânica Primark (Associated British Foods) e a espanhola Mango.

Quase 2.500 pessoas sobreviveram à tragédia.

A última sobrevivente, uma jovem de 18 anos, Reshma Islam, foi resgatada na sexta-feira dos escombros depois de passar 17 dias sepultada.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também