A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Ex-premiê David Cameron faz mea culpa e lamenta consequências do Brexit

O conservador, que era premiê quando houve plebiscito para decidir sobre separação do Reino Unido da UE, disse que se preocupa "desesperadamente" com futuro

Reino Unido — Primeiro-ministro do Reino Unido em 2016, quando houve o plebiscito para o Brexit, David Cameron disse em entrevista ao jornal The Timesque "lamenta" as divisões do país após a votação em que o divórcio da União Europeia foi vencedor.

O conservador disse que pensa nas consequências do Brexit "todos os dias" e que se preocupa "desesperadamente" com o que acontecerá no futuro.

"Lamento profundamente o resultado e aceito que minha abordagem falhou", disse ele. "As decisões que tomei contribuíram para esse fracasso. Eu falhei."

Apesar de ter convocado o plebiscito, Cameron apoiou a permanência do Reino Unido na UE e renunciou na manhã seguinte à votação, ficando desde então fora da política eleitoral e em grande parte fora dos olhos do público.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também