Europa Central e Alemanha se reúnem por crise de imigração

Os quatro países da Europa central integram o chamado grupo de Visegrado e se opõem ao sistema de quotas de acolhimento de refugiados

Os chanceleres da República Tcheca, Hungria, Polônia e Eslováquia se reunirão com seus colegas da Alemanha e de Luxemburgo na sexta-feira, em Praga, para examinar a resposta comum à crise dos migrantes.

"A reunião dos ministros das Relações Exteriores contribuirá para melhorar a compreensão mútua (...) dos diferentes pontos de vista sobre a solução para a atual crise", declarou a chancelaria tcheca em um comunicado.

Os quatro países da Europa central integram o chamado grupo de Visegrado, e se opõem ao sistema de quotas de acolhimento de refugiados proposta pela Comissão Europeia, o braço executivo da União Europeia, para dividir até 160.000 migrantes.

Os governos destes países insistem para que a UE, cuja presidência está atualmente nas mãos de Luxemburgo, tente resolver o problema da crise migratória em sua raiz, ao mesmo tempo em que ataca o tráfico de pessoas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.