EUA diz que ofereceu ajuda ao Egito para desbloqueio do Canal de Suez

Segundo a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, os Estados Unidos ofereceram assistência ao Egito e está avaliando a melhor maneira de ajudar
Canal do Suez: navegação segue bloqueada por um navio encalhado (Authority/Divulgação/Reuters)
Canal do Suez: navegação segue bloqueada por um navio encalhado (Authority/Divulgação/Reuters)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 26/03/2021 16:06 | Última atualização em 28/03/2021 10:26Tempo de Leitura: 1 min de leitura

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou nesta sexta-feira, 26, que o governo americano monitora de perto a situação no Canal do Suez, cuja navegação segue bloqueada por um navio encalhado. Segundo ela, os Estados Unidos ofereceram assistência ao Egito e está avaliando a melhor maneira de ajudar.

Em entrevista coletiva, a porta-voz comentou que uma das preocupações é com o impacto do bloqueio nos mercados de energia, uma vez que o canal representa uma das principais rotas comerciais do setor.

Psaki também destacou que Washington aguarda o relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a investigação de especialistas a respeito das origens do coronavírus em Wuhan.

De acordo com ela, os Estados Unidos têm algumas dúvidas em relação à falta de transparência do país asiático, mas vai aguardar o documento antes de tomar medidas.