Mundo

Furacão Dorian atinge Carolina do Norte e provoca ondas grandes

O furacão Dorian está varrendo o litoral da Carolina do Norte, apesar de ter caído para a categoria 1

Furacão Dorian: ventos foram mais fortes e causaram mais destruição nas Bahamas (NOAA/Reprodução)

Furacão Dorian: ventos foram mais fortes e causaram mais destruição nas Bahamas (NOAA/Reprodução)

R

Reuters

Publicado em 6 de setembro de 2019 às 08h22.

Última atualização em 6 de setembro de 2019 às 11h02.

Estados Unidos — O furacão Dorian atingiu a Carolina do Norte nesta sexta-feira, provocando ventos fortes e ondas grandes em uma região de praias, depois de reduzir partes das Bahamas a escombros.

A tempestade, com ventos de 150 km/h, atingiu o solo em Cabo Hatteras às 10h da manhã (horário de Brasília), de acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos EUA.

O Dorian já levou até 25 centímetros de chuva ao longo da costa entre Charleston, na Carolina do Sul, e Wilminton, na Carolina do Norte, segundo meteorologistas.

"A chuva está seguindo para o norte", disse Alex Lamers, meteorologista do Serviço Nacional do Clima (NWS), na manhã desta sexta-feira. "Até o interior da área de Raleigh-Durham terá 7 centímetros hoje".

O Dorian deve seguir para o mar ainda nesta sexta-feira e desencadear ventos típicos de tempestade tropical na ilha de Nantucket e em Martha's Vineyard, no Massachusetts, na manhã de sábado.

Mas provavelmente ele poupará a maior parte do resto da Costa Leste das chuva e dos ventos mais intensos, sendo provável que chegue ao continente em Nova Escócia na mesma noite, informou o NHC. "Ele está em via de se afastar, rumando ao norte", disse Lamers

O flanco oeste do Dorian encharca as Carolinas desde a manhã de quinta-feira, inundando cidades do litoral, desencadeando mais de uma dúzia de tornados e privando centenas de milhares de pessoas de energia.

As águas das inundações atingiram 30 centímetros ou mais em partes de Charleston, onde mais de 18 centímetros de chuva caíram em algumas áreas, disseram autoridades. Outro 1,25 centímetro ou mais deve cair de sexta-feira para sábado.

Mais de 300 mil casas e negócios ficaram sem luz nas Carolinas na manhã desta sexta-feira, mas a energia de milhares de pessoas foi restaurada na Geórgia, mostrou o site de monitoramento poweroutage.us.

Acompanhe tudo sobre:Desastres naturaisEstados Unidos (EUA)Furacões

Mais de Mundo

Milei denuncia 'corridas cambiais' contra seu governo e acusa FMI de ter 'más intenções'

Tiro de raspão causou ferida de 2 cm em orelha de Trump, diz ex-médico da Casa Branca

Trump diz que 'ama Elon Musk' em 1º comício após atentado

Israel bombardeia cidade do Iêmen após ataque de rebeldes huthis a Tel Aviv

Mais na Exame