Doenças alimentares causam 420 mil mortes por ano, diz OMS

Um em cada 10 afetados ficou doente por ter consumido alimentos contaminados por bactérias, vírus, parasitas, toxinas ou produtos químicos

As doenças relacionadas à alimentação provocam a cada ano a morte de 420.000 pessoas, incluindo muitas crianças com menos de 5 anos, e afetam cerca de 600 milhões de pessoas, segundo um relatório da OMS publicado nesta quinta-feira.

Um em cada 10 afetados ficou doente por ter consumido alimentos contaminados por bactérias, vírus, parasitas, toxinas ou produtos químicos, segundo o informe, o primeiro da Organização Mundial da Saúde sobre esta questão.

"Até agora, lutávamos contra um inimigo invisível, um fantasma invisível", declarou Kazuaki Miyagishima, diretor do Departamento de Segurança Alimentar da OMS, que também trata de zoonoses (doenças e infecções que são transmitidas dos animais ao homem) e doenças relacionadas com a alimentação.

Cerca de 30% das mortes por essas doenças são crianças menores de cinco anos, um percentual significativo, considerando que representam apenas 9% da população mundial.

A OMS estima que os seus dados são uma estimativa "prudente", resultado de 10 anos de pesquisa.

A África e o sudeste asiático são as regiões mais afetadas, com a maior taxa de mortalidade no mundo: 320.000 mortes anuais registradas em comparação com 5.000 na Europa e 9.000 na América.

"Até agora, as estimativas sobre este problema eram vagas e imprecisas, e escondiam o custo humano real de alimentos contaminados. O relatório põe as coisas no lugar", afirmou a diretora-geral da OMS, Margaret Chan.

"Estas doenças afetam pessoas em todo o mundo, em particular as crianças com menos de cinco anos e as populações de regiões de baixa renda", disse Migayishima.

As doenças diarreicas são responsáveis ​​por mais da metade do total, atingindo 550 milhões de pessoas e causando 230.000 mortes por ano (96 mil delas crianças), indicou a OMS.

A diarreia geralmente é causada pela ingestão de carne crua ou mal cozida, ovos ou produtos lácteos ou frescos contaminados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.